21/10/2020

As empresas Folhito, Arquea e SebigásCótica foram selecionas para a fase de negociação da Chamada Pública do Biometano. As participantes entram na segunda etapa, que consiste no detalhamento das condições comerciais. Lançado em 14 de agosto de 2020, o edital tem como objetivo realizar um processo de contratação ágil, visando ter o biometano como uma opção de suprimento para o Estado num futuro próximo.

Durante a primeira etapa, os proponentes tiveram que apresentar, obrigatoriamente, propostas para duas modalidades: injeção em rede e entrega de comprimido retirado. No primeiro caso, a Companhia compra o biometano injetado na sua rede canalizada e no segundo, compra e retira o biometano por meio de caminhões que transportarão o gás sob a forma comprimida até os clientes. Nas duas opções, a odoração e a medição do gás ficam a cargo da Sulgás.

A partir de hoje, inicia-se a etapa de negociação. Depois de concluída, a Companhia poderá firmar contrato de compra e venda de biometano com as empresas vencedoras, ainda em 2020,  é o  que explica o diretor-presidente, Carlos Camargo Colón.

“O biometano é uma opção interessante para diversificar as fontes de suprimento da Sulgás e, ao mesmo tempo, estimular fontes renováveis e sustentáveis.  Além disso, acreditamos que, com o biometano, podemos estimular o uso do gás no interior do Estado”, acrescenta o dirigente da Sulgás.

O que é o biometano?

O biometano é um combustível alternativo, 100% renovável, produzido a partir da purificação do biogás gerado na transformação de resíduos orgânicos oriundos da atividade agrossilvopastoril, industrial e comercial, ou dos aterros sanitários e estações de tratamento de esgoto. Para ser comercializado com as mesmas aplicações do gás natural, ele precisa atingir as especificações determinadas em normas da ANP.

Além de ser uma fonte alternativa e complementar de suprimento, o biometano representa uma forma de disponibilizar o produto em regiões que, atualmente, não são atendidas pelo gás natural e assim interiorizar o uso de uma fonte de energia mais limpa e segura para a população. A Sulgás irá comercializar o biometano com a marca registrada GNVerde.


Edital no site

Para acompanhar o andamento do processo, é só acessar este link.