04/06/2019

A climatização a Gás Natural no Rio Grande do Sul é uma novidade, e o segundo cliente na adoção dessa inovação é a Unimed. O Laboratório Unidade Carlos Gomes, novo empreendimento localizado na Avenida Carlos Gomes com a rua João Caetano 207, inaugurado recentemente, com todos os ambientes climatizados a Gás Natural.

A unidade visa oferecer um ambiente diferenciado, com soluções tecnológicas em saúde. As principais vantagens da climatização a gás natural são o baixo índice de manutenção, baixo nível de vibração e de ruído, maior estabilidade no abastecimento, reaproveitamento térmico, redução no consumo elétrico e alta confiabilidade.

A gerente administrativa e responsável pela infraestrutura e projetos da Unimed, Dais Waihrich, explica o porquê de ter adotado o sistema. “O uso da climatização foi devido a um limite de carga elétrica, em função do uso dos aparelhos de ar-condicionado, além de ser uma modernidade que está começando a ser usada com mais frequência na área da saúde.”

A fim de fomentar o uso da climatização a Gás Natural, a Sulgás possui políticas específicas de incentivo e oferece uma tabela de preços diferenciada, com valores reduzidos, bem como disponibiliza seu corpo técnico para auxiliar aos clientes na análise de viabilidade desses projetos, ao longo do tempo.

O primeiro a implantar essa tecnologia no RS foi o Hospital Mãe de Deus, que, desde julho de 2018, substituiu a energia elétrica pelo Gás Natural no sistema de climatização do Centro de Terapia Intensiva (CTI). Márcio Paiva, coordenador técnico do Segmento Termoelétrico e Cogeração da Sulgás, destaca que o projeto está rendendo frutos. “O Hospital desligou um de seus três chiller’s (resfriadores de água) que funcionavam com energia elétrica para utilizar um sistema de climatização GHP no módulo chiller a GN, no máximo possível. Assim, esse cliente produz água gelada a um custo aproximadamente 30% menor, conseguindo reduzir o custo médio de operação do hospital todo”, explica Paiva.