18/05/2018

A Sulgás apresentou o projeto de expansão da Companhia na Região das Hortênsias para empresários de Gramado e de Canela, em palestra ocorrida na Expogramado, no dia 17 de maio. A ação contou com o apoio da Visão – Agência de Desenvolvimento da Região das Hortênsias e da Prefeitura de Gramado.

Na oportunidade, foram abordadas as aplicações do gás natural e os seus benefícios para empreendimentos comerciais, residenciais e industriais e soluções como cogeração, geração e climatização a gás natural, sistemas que trarão grandes vantagens econômicas e operacionais para quem decidir optar pelo energético.

Ao abrir o evento, o executivo da Visão, Jorge Mezzomo, disse que a agência se interessou pelo gás natural porque é uma fonte de energia que poderá beneficiar a economia local. “É uma reinvindicação antiga dos empresários locais, desde que o gás chegou à fábrica da Schincariol, em Igrejinha”, completou.

Os participantes também puderam conhecer o desenho preliminar da rede canalizada a ser implantada, que será executada em duas fases: construção de rede local em PEAD, a ser abastecida, inicialmente, por meio do Gás Natural Comprimido - GNC (projeto estruturante), e a outra se refere ao gasoduto que interligará Igrejinha a Gramado (2021).

Durante a apresentação, o coordenador de Marketing da Sulgás, Guilherme Cabral, informou que será feita uma pesquisa de mercado, a fim de se obter uma identificação mais detalhada das necessidades das empresas. “A partir de agora são vocês que irão definir por onde a rede deverá passar”, enfatizou Cabral.

De acordo com o diretor Técnico-Comercial, Sandro Furtado, a chegada do gás natural poderá ser antecipada já no ano que vem, se as empresas se decidirem pelo gás natural. “Um dos motivos pelos quais estamos aqui é ouvi-los, para que nós, se for o caso, possamos fazer adequações ao nosso projeto”, disse.

Licenciamento ambiental - O licenciamento ambiental foi o assunto trazido pelo representante da Associação Gramadense de Arquitetos e Incorporadoras, arquiteto Derson Casagrande. Ele quis saber como estava a relação da Sulgás com o Executivo municipal, especialmente, com a Secretaria do Meio Ambiente. “Nós das associações que pertencem a Visão, com certeza, daremos nosso apoio total, mas eu acho importante essa retomada de conversação com o poder público municipal para que possamos trazer o gás natural para cá”, comentou Casagrande.

O gerente de Mercado Urbano da Sulgás, Douglas Becker, respondeu que o assunto vem sendo tratado junto à Prefeitura e secretarias municipais desde 2014, e que o canal continua aberto na nova gestão, inclusive que a própria palestra estava acontecendo com o apoio da Prefeitura. Becker esclareceu ainda que, a exceção de Porto Alegre, o processo de licenciamento das redes de gás natural nas demais cidades é feito junto a FEPAM. “O traçado original desta obra já foi licenciado. É claro que as coisas evoluíram, surgiram novas necessidades, e poderá haver mudança no traçado, mas o licenciamento não será um empecilho”.